Nunca imaginei que voltar fosse doer tanto

E dói como aquela dor imaginária de como você queria que tudo fosse, mas não é. A dor da expectativa que não sangra e nem precisa de atendimento médico, mas que parece não ter cura.

Voltar dói porque a vida já não é mais como era, e a gente finge acreditar que tudo ia ser como era antes. E tem doença que machuca mais do que não ter o que você tinha?

A casa já não é mais seu lar, os antigos bares já não têm mais graça, porque acima de tudo, nada vai ser como era antes.

O problema de aprender a voar é que voltar para casa dói e a gente se sente culpado por não querer mais estar em casa, no fundo a gente sabe que o mundo é tão vasto para oferecer apenas um lar.

Aqui tem amor e eu nunca duvidei disso.

Mas as minhas asas querem mais, mais brisa e vento forte, mais dias de sol e tempestade.

Voltar me trouxe a maior guerra civil dentro da cabeça de um ser humano, o maior desencontro de desejos. Logo eu, que quis tanto voltar, já não quero mais ficar aqui.

Será que cresci demais pra não querer desfrutar do que um dia foi a minha maior felicidade? Ou será que sou aquele tipinho que não se contenta com nada?

Por aqui não tem muito o que fazer a não ser continuar remando no barco dos outros, lá ao menos, eu tinha meu próprio barco.

Sair daqui me fez dançar mais leve e aprender a seguir sem música também, me fez reinventar a inspiração que faltava na vida, e me abriu os olhos para a sensação mais incrível do mundo, a liberdade.

Então porque voltar era tão importante? Talvez para ter a certeza que ir não é abandonar, mas sim, continuar voando.

E de todas as dores de voltar, a maior delas é ter que te ver pela tela do celular, ouvir tua voz através de áudios, ter que encarar a volta sem cafuné e sem carinho, não me perder mais nos teus olhos e consequentemente não me achar mais aqui, onde você não está.

 

Anúncios

Poderia ser qualquer pessoa do mundo, mas é você

O dia está meio nublado, o que me faz querer ficar na cama por mais algumas horas pensando que poderia ser qualquer uma ao meu lado, mas o universo trouxe você.

Sempre procurei alguém que me apresentasse o mundo, hoje você me apresentou sua cama, suas fotos antigas e sua família. A descoberta desse mundo permitiu que o mundo nos descobrisse. Agora que ele nos conhece, os lugares que queremos visitar ficaram mais acessíveis, as línguas que sonhamos em aprender estão tão perto dos nossos ouvidos.

O mundo me trouxe até você para que pudéssemos mostrar a ele que estamos fazendo valer a pena.

O universo me preparou por tanto tempo para encontrar alguém como você. Alguém que estivesse pronta para receber o que meu coração insistiu em dizer para tantas pessoas erradas. Dessa vez eu acertei e aceitei que poderia ser qualquer pessoa nessa cama, mas eu escolhi você.

tumblr_lqxg5hxvGT1qh2ujco1_500

Eu queria conhecer o mundo e apesar da gente ter viajado bastante eu encontrei o melhor lugar para construir nossa morada. Eu estou em seu coração agora. E poderia ser qualquer pessoa, mas esse lugarzinho foi construído para abrigar os sentimentos mais sinceros que duas pessoas podem carregar em seus corpos. Poderia ser qualquer pessoa, mas você também me escolheu.

A gente nunca sabe se o amor da nossa vida vai estar na esquina da nossa casa ou do outro lado do mundo, se é nossa vizinha ou mora em outro continente. A única coisa que a gente sabe é que quando se trata de amor não há distância que te impeça de encontrar um novo mundo para morar.

Poderia ser qualquer pessoa do mundo, mas é você.

Jamile Ferraz

Jamile Ferraz Jornalista, mas gosta mesmo é de romance barato. Virginiana com vida profissional, mas nunca conseguiu tomar um rumo na vida pessoal. Acredita em destino, mas nem tanto. Apaixonada por livros, cinema e a música é como combustível. Um dia vocês vão ouvir falar de mim.