Nunca imaginei que voltar fosse doer tanto

E dói como aquela dor imaginária de como você queria que tudo fosse, mas não é. A dor da expectativa que não sangra e nem precisa de atendimento médico, mas que parece não ter cura.

Voltar dói porque a vida já não é mais como era, e a gente finge acreditar que tudo ia ser como era antes. E tem doença que machuca mais do que não ter o que você tinha?

A casa já não é mais seu lar, os antigos bares já não têm mais graça, porque acima de tudo, nada vai ser como era antes.

O problema de aprender a voar é que voltar para casa dói e a gente se sente culpado por não querer mais estar em casa, no fundo a gente sabe que o mundo é tão vasto para oferecer apenas um lar.

Aqui tem amor e eu nunca duvidei disso.

Mas as minhas asas querem mais, mais brisa e vento forte, mais dias de sol e tempestade.

Voltar me trouxe a maior guerra civil dentro da cabeça de um ser humano, o maior desencontro de desejos. Logo eu, que quis tanto voltar, já não quero mais ficar aqui.

Será que cresci demais pra não querer desfrutar do que um dia foi a minha maior felicidade? Ou será que sou aquele tipinho que não se contenta com nada?

Por aqui não tem muito o que fazer a não ser continuar remando no barco dos outros, lá ao menos, eu tinha meu próprio barco.

Sair daqui me fez dançar mais leve e aprender a seguir sem música também, me fez reinventar a inspiração que faltava na vida, e me abriu os olhos para a sensação mais incrível do mundo, a liberdade.

Então porque voltar era tão importante? Talvez para ter a certeza que ir não é abandonar, mas sim, continuar voando.

E de todas as dores de voltar, a maior delas é ter que te ver pela tela do celular, ouvir tua voz através de áudios, ter que encarar a volta sem cafuné e sem carinho, não me perder mais nos teus olhos e consequentemente não me achar mais aqui, onde você não está.

 

Anúncios

Aos meus amigos mais próximos e aos nem tão próximos, a vida adulta chegou

O porque eu só inclui meus amigos e colegas nesse título é simples: Quando a vida adulta chega pra gente, acabamos nem nos dando conta de pensarmos que já estamos pagando conta, indo ao supermercado uma vez por semana, trocando lâmpada e indo comprar ração para o gato.

Escrevo este texto especificamente aos meus amigos que há dois anos atrás estavam comigo na mesa do bar falando sobre date e pegação, contando o fiasco que foi o último encontro com o boy, escrevo aos meus amigos que faziam festa até as seis da manhã, aos que bebiam e faziam merda, aos amigos que todo final de semana estavam procurando um novo rolê.

Hoje os vejo crescendo e isso é tão lindo.

Uns planejando casamento, outros já casados, alguns com filhos, outros construindo carreira profissional, têm os que saíram da casa dos pais e os que saíram do país.

am.jpg

Se essa fase de transição do ciclo da nossa vida não é a mais estranha, eu não sei qual é. Até pensei que fosse a puberdade, onde nos tornamos um pouco mais independentes e confiantes de nós mesmos, fase essa que começamos a mostrar nossa identidade e identificar com nossos ideais. Mas caramba, ver uma amiga sendo mãe é ainda mais louco.

Nosso grupo do whatsapp que antes era usado para jogar conversa fora virou um meio de discussão sobre cuidados com bebês, fotos fofinhas, planejamento de quem vai dar tal roupinha ou brinquedo, chá revelação, chá de bebe, chá de cozinha, chá chá chá…

Agora as visitas semanais são para saber como o bebê está, e para conversar sobre coisas de bebê, a gente fica mesmo interessado e curioso com todas essas informações novas que antes era tão longe do nosso circulo e agora está tão perto. Nem dá para imaginar que poucos anis atrás a gente estava jurando que jamais engravidaríamos ou casaríamos tão cedo.

E talvez nem seja tão cedo assim.

O mais encantador desses novos ciclos que se iniciam é que agora somos os titios babões, os que vibram com cada evoluçãozinha daquele nenê, quais vão ser os passeios e como nós vamos amar o filho de um amigo como se fosse a coisinha mais preciosa desse mundo.

Fica fácil descrever essa conexão nossa, né? Tudo começou na faculdade, quando nem sonhávamos que estaríamos onde estamos hoje, e que ainda assim somos um por todos e todos por um.

Bom, enquanto a mim, que vejo de longe a evolução de vocês, fico cada dia mais feliz pela vida ter sido generosa com as pessoas que mais amo, assim como minha vida têm sido generosa comigo.

Que em cada ciclo podemos contar um com o outro na nossa evolução.

Logo tô chegando para conhecer essa criança linda chamada Elena.

A perda é seu maior crescimento

Aos leitores que estão neste exato momento se questionando mentalmente como uma coisa tão ruim pode te fazer crescer, eu lhes respondo com esse texto.

A vida é responsável por nos trazer alguns dos momentos mais difíceis de se encarar, situações que por um momento achamos que não vamos aguentar.

A perda pode acontecer de inúmeras maneiras, já quando criança começando a entender o sentido de perder algo, como por exemplo um brinquedo que foi retirado das mãos de uma criança enquanto ela brincava, ou quando o amiguinho de classe se muda para outra escola. É importante conhecermos o sentimento de perda desde criança, para que crescemos mais preparados para situações frustrantes, como por exemplo a não aceitação na faculdade.

action-chuva-city-city-rain-dark-destaque-Favim.com-39906.jpg

Já na adolescência descobrimos –talvez- uma das perdas mais intensas, a do amor não correspondido, ou pior, aquele que corresponde e depois te deixa.

Na sua fase adulta você tem que encarar a perda de tempo, coisas que você se arrependeu de fazer ou se arrependeu de não fazer, a perda de alguém que se foi, ou a perda de você mesmo, que muitas vezes acontece quando você esquece quem você é.

A gente se perde na quantidade de perdas que tivemos e acabamos nos esquecendo de que cada situação em que sentimentos a falta de algo é também a nossa evolução espiritual e pessoal.

Quem você era antes de namorar tal pessoal? Quem você era antes de perder alguém que você amava muito, quem você é depois de perder aquela vaga na faculdade, quem você é depois de perder tempo com gente negativa…

Qual foi a perda que mais te fez entender que você precisava mudar seu jeito, mudar seus hábitos ou até mesmo mudar suas atitudes com você mesmo.

É preciso entender o processo da perda também, é preciso dar-se um tempo para sofrer, para se reerguer e para continuar, tudo dentro do limite do seu psicológico. É preciso saber sair do luto e recomeçar com as novas lições aprendidas.

Você não vai entender de primeira o porque a perda é tão fundamental para seu processo de crescimento, então, faça um favor para você mesmo, não tente entender. As pessoas cometem muito o erro de sempre perguntarem o “porquê” das coisas ao invés de se perguntarem o “pra quê”.

Não se preocupem, destino se encarrega das respostas.

Como foi te esquecer

Venho te contar como foi te esquecer pois te esquecer foi –sem dúvida nenhuma- me ressurgir.

Vocês já se perguntaram como foi esquecer alguém que a gente amou muito? Pois é, eu me perguntei e a resposta veio em forma desse textinho.

Eu achava que eu nunca iria te esquecer, e de certa forma, estava certa, nunca vou te esquecer, eu só mudei meu jeito de lembrar de ti. E isso é o mais importante.

tumblr1490000710

Vamos usar a palavra “esquecer” nesse texto como uma maneira mais leve de dizer que a gente conseguiu lembrar de alguém de uma forma diferente, esquecemos como aquela paixão nos machucava, e começamos a lembrar do nosso sofrimento de uma forma mais construtiva.

O que então seria “lembrar do nosso sofrimento de uma forma mais construtiva esquecendo de alguém que a gente amou muito?” É exatamente lembrar de alguém sem raiva, sem rancor e sem ressentimentos. Não, isso não vai acontecer em 2,3 meses. Isso vai acontecer quando você decidir fazer do seu término algo construtivo para o seu próximo relacionamento (ou só para você mesmo).

Muitas vezes nos conduzimos a lembrar, pelo menos no começo, de como vamos viver sem aquela pessoa, ou como vamos construir nosso futuro sendo que praticamente TODOS os planos incluía você e ela. Mas depois o tempo vai fazendo o trabalho de fazer a sua vida continuar e você simplesmente está vivendo, e sim, sem aquela pessoa, e quer saber mais? Você tem planos.. e acredite, aquela pessoa não está mais neles.

Te esquecer foi também a aceitação de que eu precisava me livrar de um ciclo que há muito tempo eu insistia em não fechar, colocando a culpa no colo de alguém que provavelmente já estava com esse ciclo fechado. Me lembro qual foi a sensação quando percebi que esse ciclo estava fechado, foi como se magicamente eu te desejasse tudo de mais lindo na vida, me recordo que me perguntaram se eu ainda estava afim de você e por um segundo me peguei pensando em como era difícil responder aquela pergunta, em como eu ainda não conseguia mentir para as pessoas, e então com a maior naturalidade do mundo, assenti com um “cara, tô bem, e espero que ela esteja também”.

Quando vocês começarem a perder a raiva, ou quando vocês reconhecerem o perdão, o esquecimento vem com naturalidade. Foi assim que te esqueci, como se cada ar que eu respirasse fosse tirando você de mim aos poucos e eu não percebia, até que novos ares apareceram.

Escrevo porque és minha vontade de escrever. 

Demorei para te escrever, mas acho que essa é a hora perfeita para te dizer que te quero para mim. Não como posse ou como algum tipo de poder sobre você, te quero para mim te cuidar e te amar, te quero para dividir minhas mágoas, minhas vitórias e todas as pequenas conquistas, te quero para ouvir suas crises, para aguentar seus dramas, para te ouvir cantar, te quero para lhe apresentar todas as coisas boas que o universo te reserva.

O que posso querer depois de ter você ? Talvez um pouco mais de tempo para te querer mais, ser melhor amiga do relógio e pedir para tornar os minutos horas, parar o final de semana e essa rotina louca que a gente leva.

tumblr_ll0123igzr1qg6di8o1_500.jpg

Quero mais eu e você, mais nós, mais a gente, mais você nas manhãs de domingo e nas noites de sábado, mais eu na sua sexta a noite e no meio da sua semana. Quero mais jantares ao seu lado, dividir a taça de açaí e o mesmo copo de coca cola.

És tu, como se não houvesse mais nenhuma dúvida, como se não houvesse nem mesmo o amanhã, és tu que me acolhe a alma, conforta meu corpo e me preenche de amor. Tu que transborda meu coração, tu que me inspira a ser melhor, tu que me salvou.

Hoje te escrevo porque tu me deu inspiração. Escrevo porque és minha vontade de escrever.

 

 

texto muito forte que só trás verdades

“Cada um tem três amores”. Era o que estava escrito na primeira página de um livro aleatório que encontrei nas minhas coisas. Três amores, aquele que gosta de você, aquele que você ama e aquele que vai ficar com você.

Eu tinha quatorze anos quando dei de cara com essa “teoria”, lembro que a achei tão estúpida que mal conseguia acreditar que alguém conseguiu colocar isso em um livro para milhares de pessoas ler. Eu estava no meio dessas milhares de pessoas que leram essa frase, eu não sei ao certo se esse livro mudou a vida de alguém, mas mudou a minha visão de ver muita coisa.

Hoje encontrei esse mesmo livro, que não sei por quais motivos estava na minha mala de viagem (na qual levo sempre comigo), abri por curiosidade, uma vez que já tinha esquecido a razão de mantê-lo.

“Cada um tem três amores”. Não era mais um choque. Três amores, aquele que gosta de você, aquele que você ama e aquele que vai ficar com você.

Dez anos depois tudo fazia sentido.

17847335_gohy7

A teoria mais dolorosa da vida estava correta. E é bom estar preparado para ler o que você vai ler agora: Nem todo mundo se casa com o amor da sua vida, porque o cálculo é simples, você pode não ser o amor de quem você ama. Outra razão que fortalece esse pensamento é que mesmo que o amor da sua vida seja alguém que corresponde com os seus sentimentos a vida pode te pregar algumas peças para provar isso, e muitas vezes as pessoas escolhem desistir de tentar, escolhem o caminho mais fácil, aquele que chamamos de abandono.

Outra razão comum que enaltece o mesmo pensamento é que em alguns casos o amor da nossa vida não vale a pena, não valoriza o status, sabe? Não quer criar responsabilidade que um amor para toda vida carrega. Aceitar esse fato foi uma das coisas que mais apertou meu coração e foi também um dos momentos mais libertadores.

Entender e respeitar as leis do universo acalma o coração. Crescemos com a concepção que vamos ser felizes com aquele que a gente ama, mas quando a vida real bate na porta da nossa casa de ilusões começamos a compreender as diretrizes que nos levam a lugares que devemos chegar, e olha, alguns caminhos são até melhores do que aqueles que julgamos só flores e frescor, afinal, o que vai te fazer mais feliz, a estrada que te leva para a felicidade compartilhada ou aquela que se desvia ?

Obrigada a você que me ensinou a não jogar

Vocês devem estar cansados de ler textos sobre como os “joguinhos” entre casais são cansativos e chatos. Então eu resolvi vir contar a minha própria experiência. Eu era esse tipo de pessoa, que conhecia uma garota legal e por puro orgulho bobo escondia isso dela.

Na real, eu sempre fui aquele tipo de pessoa que gostava de ficar por cima de qualquer situação, se uma pessoa me machucou eu armava um jeito de decepcionar ela ainda mais, só para no final dizer: Tá vendo? Tu tá pior que eu. Era um jogo tão ridículo que eu acabei perdendo as contas de quantas pessoas eu machuquei, tudo por que eu não podia me sentir frágil ou sensível quando uma garota quebrava meu coração.

Então como eu poderia deixar meu orgulhoso de lado e dizer para uma garota que ela é bacana e que seria legal se a gente pudesse se encontrar um dia, tomar um café e falar sobre nossas vidas.. Parecia impossível deixar claro meus sentimentos e eu sempre preferia demorar para responder ou deixar as coisas indiferentes. E quer saber? Na maioria das vezes funcionava, quanto mais eu fingia desinteresse mais parecia que algumas garotas iriam me querer, aconteceu algumas vezes.

Já que o plano de jogar com as pessoas estava dando certo eu continuava escondendo os meus verdadeiros desejos, porque vai que se eu falo a verdade a pessoa se assusta, não é? E ai vai que ela não me quer mais…

Não tive ninguém para dar uns tapas na minha cara e dizer o quão babaca eu estava sendo por fazer um jogo tão desnecessário que no final o único perdedor era eu mesma.

Então eu conheci você.

Não veio em forma de tapa na cara, mas veio em forma de “eu realmente gostei de você, deveríamos sair mais vezes”. Assustador, né? Alguém falando claramente que gostou de você.

summer-love-tumblr-photographylove-in-the-sky-picture-on-visualizeus-we-heart-it-9arc6sjv

No começo a gente até acha que não é verdade ou que é alguma pegadinha dessas bem sem graça que faz a gente colocar todas as nossas expectativas e energias em alguém que no final só estava lá para melhorar o ego. (Ah eu costumava ser essa pessoa também ¬¬)

Mas com você foi verdade e sem jogo nenhum. Não sei que tipo de relacionamento você teve antes da gente, mas você chegou com clareza e leveza, você estava gostando de mim e falou, ponto, o que tem de errado nisso? NADA. Você me deixava com vergonha quando eu tentava demorar para te responder (eu tentava, mas não conseguia), fiquei com vergonha até de pensar em esconder que você também era alguém legal na qual eu gostaria de sair mais vezes e te conhecer melhor.

Fizemos isso. Sem joguinhos de quem demora mais pra responder ou quem vai falar primeiro eu te amo, apesar que fui eu. Opa, logo eu que costumava ficar por cima de qualquer situação. E desde então eu percebi que não tinha nada de errado eu te mostrar o quanto incrível você era e que na verdade eu perdi muito tempo não dizendo isso para outras pessoas.

E se por um acaso alguém ficar assustado pelo simples fato de você estar sendo claro e honesto com seus próprios sentimentos é hora de rever por quem você está se entregando ou vai se entregar. Muitas vezes as pessoas não entendem ainda como é bom a sensação de liberdade em poder se expressar quando você quiser. Se quiser falar que ama, fala, se quiser falar que está com saudade, fala, só fala…

Eu tive sorte em encontrar alguém que me ensinou da melhor forma a amar alguém e fazer com que esse amor fosse leve e limpo. Triste é você se poupar de abrir seu coração para alguém que tanto espera por isso, perca de tempo é você achar que “estar por cima” é ocultar sentimentos ou brincar de quem é o mais frágil e sensível.

Obrigada a você que de mil maneiras diferentes mudou a minha cabeça, o meu ser e me mostrou como o amor pode ser incrivelmente melhor.

Te deixar ir é também te amar

Escrevo hoje porque meu coração não aguenta mais ficar calado.

As coisas estão difícies hoje, mais do que semana passada, mais do que mês pesado quando tivemos nossa ultima discussão frente a frente, as coisas estão complicadas porque todos os problemas se esvaiam quando mantínhamos nossos corações aquecidos. Hoje nossos corações estão em pedaços, parece até que nunca vão se juntar, mas no fundo a gente sabe que tudo ficará bem.

Deixar você ir talvez seja a coisa mais difícil que já fiz na vida, e olha que eu já estive no meio de muitos problemas. A questão é deixar você, a pessoa que depositou confiança, energia, amor e carinho em mim, a pessoa que se entregou, que mergulhou em mim, que se descobriu, que se encontrou em mim. Escrevo para aliviar a falta que tudo isso vai fazer, escrevo para continuar tomando coragem em manter a decisão de te deixar ir, porque te deixar ir é também te amar.

let-it-go

Quer prova maior de amor do que saber que sua felicidade está te esperando em outro lugar e te deixar livre para busca-lá? Um dia seus olhos vão ler esse mesmo texto e tudo fará sentido, quando você estiver casada com seus filhos sentados no sofá da sua casa.

Falando em sonhos, quão egoísta eu seria em te pedir para ficar sem saber se eu poderia realizar seus sonhos, casamento, família, quão culpada eu seria por te limitar em sonhar? Uma pessoa sem sonhos, não é nada, e você é tudo.

Escrevo para dizer com palavras aquilo que minha boca jamais será capaz de pronunciar. Vá! Mas antes não esqueça do que te fez ficar por tanto tempo, vá com o coração tranquilo e aberto, vá mais confiante, mais segura de si, vá e aproveite, vá e seja capaz de realizar os desejos do seu coração.

O que acontece quando você conhece uma pessoa melhor do que seu antigo relacionamento abusivo

O que muitas pessoas não sabem sobre ter um relacionamento abusivo é que esse relacionamento afeta em muitos aspectos da sua vida. A maioria desses aspectos são imperceptíveis e você acaba não enxergando o quanto aquilo vai te transformando numa pessoa inferior e sem sonhos.

A primeira coisa que vem acontecer quando você encontra uma pessoa bacana depois de um relacionamento tóxico é: Você não acredita que aquela pessoa possa te fazer bem, ou que uma hora ou outra algo de ruim vai acontecer e você acredita tanto nisso que transforma seus pensamentos positivos em negativos, atraindo assim uma energia ruim.

Esse é o afeito que um relacionamento bosta causa em você, você desacredita na capacidade de que você consegue conhecer alguém legal e esse alguém é de verdade. Afinal, como é possível viver sem alguém te limitando e abaixando sua auto-estima?

tumblr_static_filename_640_v2

Você tira sua confiança e coloca essa pessoa fora da sua zona de alcance, tudo porque ainda não acredita que possa viver um novo relacionamento, um relacionamento que vá te proporcionar mais pensamentos positivos do que negativos. Aceitar que as pessoas são diferentes e podem ser melhores é difícil, mas difícil ainda, é aceitar o fato de que você merece alguém que te ame e te cuide.

O próximo passo é saber que mesmo com suas inseguranças a pessoa permanece ao seu lado, dando seu tempo e espaço para perceber que nem tudo vai ser como era antes. E aí vai depender de você compreender que o que passou foi abuso, estúpido e que isso não é normal, que a falta de respeito e consideração não fazem parte da normalidade.  E que acima de tudo, felicidade não é se prender a alguém que te limita e te desgasta.

Quando finalmente se permitir a viver um novo relacionamento com respeito e amor, é hora de se livrar dos fatores que te afetavam, é hora de se renovar, você ganhou uma nova chance de ser feliz. Só que agora você sabe o seu valor e considera toda forma de amor, porque compreende o quanto você merece.

Que abram as portas do armário

É a primeira vez que eu falo abertamente sobre a minha sexualidade, e esse texto é só mais um texto que circula a internet tentando clarear a ideia das pessoas que julgam o fato de ser gay errado.

Queria dizer que é extremamente difícil escrever sobre isso, mesmo eu que sempre escrevi sobre tudo. Tem algumas cicatrizes que ainda doem (apesar de fechadas).

Esse texto tem o intuito de transmitir informação para os pré conceitos que alguns têm.

Vamos começar esclarecendo a ideia de que nós, gays, não escolhemos ser gays. A regra é básica, você, hétero, em qual parte da sua vida você decidiu ser hétero? (tempo para pensar). Resposta: Você não decidiu nada! Você simplesmente é e ponto. Nós também não escolhemos ser gay. (mas se tivesse a opção, eu escolheria)

Ok, vamos para o próximo questionamento, o qual eu ouvi muito, principalmente dos mais tradicionais: “O homem e a mulher foram criados para procriar, você, como homessexual não pode procriar”. Of course, não podemos, mas a gente vem ajudando muitos casais heterossexuais que abandonaram seus filhos em orfanados, nós estamos adotando essas crianças e dando amor, educação e carinho. (coisa que um casal hétero não deu). E convenhamos, a ciência evoluiu e agora a gente tem vários jeitinhos de termos filhos, gerados! Aceita sociedade! Ah, e nem por isso meu filho vai ser gay, afinal, ele pode ser o que quiser.

Mas o homessuxalismo…. pera pera,  Para tudo! O sufixo ismo é indicado como doença, então não, a HOMESSEXUALIDADE não é uma doença, você não precisa de remédio nem de hormônios a mais no seu corpo, porque você não está doente!

Observação útil no meio de tanta informação: Você sabia que no vocabulário americano a palavra “gay’ significa “pessoa feliz e alegre”? (E apesar de tanta violência e tanta descriminação, ainda somos considerados uma comunidade alegre e feliz, talvez você se orgulhe disso).

Bom, para quem ainda não sabe, tivemos muitos ativistas lutando pela nossa causa muito antes de você nascer. Tivemos Harney Milk, o primeiro homem gay a ocupar um cargo público importante na cidade de São Francisco, nos Estados Unidos, tivemos também Barbara Jordan, primeira negra do Sul dos Estados Unidos a ser eleita para a Câmara de Representantes, entre outros ativistas que lutaram e deixaram seu legado na história da nossa causa.

No Brasil tivemos muitos ícones gays na música, na literatura e na dramaturgia, pessoas que também lutaram contra a censura, para que você, hoje, tivesse mais segurança e mais tranquilidade de andar na rua de mãos dadas com seu parceiro.

Devemos destacar também que não é assim que acontece ao redor do mundo, 76 países proíbem seus cidadãos de serem homessexuais, e em 6 deles você pode ser condenado a morte… por amar.

Então esse texto é um misto de informação para você gay, se orgulhar do que você é, porque ser gay não transforma seu caráter, não transforma sua essência. Houveram pessoas que lutaram pelos direitos (ainda que sejam poucos) que você têm hoje. Honre!

Photos-From-The-70s-Gay-Rights-Protests-capa-800x350

É tão triste ver alguém se afastando da família, se escondendo atrás de uma máscara, vivendo uma vida paralela, com medo, com vergonha, só por ser quem realmente é. É tão triste ver uma criança se bloqueando das suas espontaneidades porque alguém disse a ela que “brincar de boneca é coisa de menina”, é triste ver jovens se suicidando porque não foram compreendidos e amados. É triste. Mas a luta continua, porque as cores do arco íris precisam ser vistas.

E porque esse texto não diz respeito somente à você, LGBT, diz respeito aos seus pais, à sua família, aos seus colegas do trabalho, aos seus vizinhos, porque independentemente de orientação sexual, todos nós contemos os mesmos elementos na nossa formação, somos acima de tudo, seres humanos. E devemos sim acolher, proteger e respeitar as diferenças, afinal, nada mais lindo do que viver a diversidade que o universo nos ofereceu.

[Esse texto também é um agradecimento enorme aos amigos que me acolheram em tempos conturbados, à parte da minha família que me compreendeu mesmo quando tudo não fazia sentido, e a minha mãe que aprendeu a me respeitar e nunca deixou de me amar. O mundo devia aprender com você mãe, obrigada por me acolher e me compreender, isso é importante demais para mim]