Como foi te esquecer

Venho te contar como foi te esquecer pois te esquecer foi –sem dúvida nenhuma- me ressurgir.

Vocês já se perguntaram como foi esquecer alguém que a gente amou muito? Pois é, eu me perguntei e a resposta veio em forma desse textinho.

Eu achava que eu nunca iria te esquecer, e de certa forma, estava certa, nunca vou te esquecer, eu só mudei meu jeito de lembrar de ti. E isso é o mais importante.

tumblr1490000710

Vamos usar a palavra “esquecer” nesse texto como uma maneira mais leve de dizer que a gente conseguiu lembrar de alguém de uma forma diferente, esquecemos como aquela paixão nos machucava, e começamos a lembrar do nosso sofrimento de uma forma mais construtiva.

O que então seria “lembrar do nosso sofrimento de uma forma mais construtiva esquecendo de alguém que a gente amou muito?” É exatamente lembrar de alguém sem raiva, sem rancor e sem ressentimentos. Não, isso não vai acontecer em 2,3 meses. Isso vai acontecer quando você decidir fazer do seu término algo construtivo para o seu próximo relacionamento (ou só para você mesmo).

Muitas vezes nos conduzimos a lembrar, pelo menos no começo, de como vamos viver sem aquela pessoa, ou como vamos construir nosso futuro sendo que praticamente TODOS os planos incluía você e ela. Mas depois o tempo vai fazendo o trabalho de fazer a sua vida continuar e você simplesmente está vivendo, e sim, sem aquela pessoa, e quer saber mais? Você tem planos.. e acredite, aquela pessoa não está mais neles.

Te esquecer foi também a aceitação de que eu precisava me livrar de um ciclo que há muito tempo eu insistia em não fechar, colocando a culpa no colo de alguém que provavelmente já estava com esse ciclo fechado. Me lembro qual foi a sensação quando percebi que esse ciclo estava fechado, foi como se magicamente eu te desejasse tudo de mais lindo na vida, me recordo que me perguntaram se eu ainda estava afim de você e por um segundo me peguei pensando em como era difícil responder aquela pergunta, em como eu ainda não conseguia mentir para as pessoas, e então com a maior naturalidade do mundo, assenti com um “cara, tô bem, e espero que ela esteja também”.

Quando vocês começarem a perder a raiva, ou quando vocês reconhecerem o perdão, o esquecimento vem com naturalidade. Foi assim que te esqueci, como se cada ar que eu respirasse fosse tirando você de mim aos poucos e eu não percebia, até que novos ares apareceram.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s