Esqueça essa história de amar

É estranho não é, te encontrar na rua e fingir não te conhecer, quando você era a pessoa que mais me conhecia em toda a face da terra. Estranho checar as mensagens do celular e não ver nome entre elas, estranho não ter o que falar quando algum amigo me pergunta sobre você, sendo que antes eu sabia como você estava. Estranho não poder compartilhar meus sonhos, se antes era você quem ouvia as mais loucas aventuras que eu planejava para nossa vida.

Que atalho errado pegamos? Qual foi a porta errada que abrimos? Para onde você foi?

Eu não te achei nos lugares que você mais ia comigo, não te achei no cinema, nos restaurantes, não te achei mais na minha vida, como se a porta errada tivesse te levado para o destino mais distante do meu.

trilhos

Foi então que eu esqueci essa bobagem toda de amar. Podem me julgar, um dia vocês vão entender.

Essa coisa de não esperar é a descoberta mais tranquilizadora que meu coração teve, a gente não espera, e se acontece vira surpresa, se não acontece, ué, a gente já não esperava mesmo, não é?

E aí as expectativas diminuem. E expectativas só servem para duas coisas: Deixar a gente ansioso ou totalmente desanimado.

Então o conselho é esse, esqueça essa história de amar. Uma hora vem, acontece, BOOM, explosão de sentimento que você jura saber lidar e ali, naquela hora, não sabe nada.

Você aprende tanto enquanto espera, aprende a reconhecer que tudo tem seu tempo, aprende a não atropelar as coisas e a não passar por cima de sentimentos, aprende a compreender o passado e aprende a organizar o presente.

Até que um dia a espera acaba e você começa a contagem de uma nova fase, talvez  agora mais preparada para essa nova jornada.

E aí, aquela porta errada que a gente tanto se perguntava já não faz mais diferença, porque aquele caminho que foi trilhado errado no passado, hoje se mostra certo.

Jamile Ferraz

Jamile Ferraz Jornalista, mas gosta mesmo é de romance barato. Virginiana com vida profissional, mas nunca conseguiu tomar um rumo na vida pessoal. Acredita em destino, mas nem tanto. Apaixonada por livros, cinema e a música é como combustível. Um dia vocês vão ouvir falar de mim.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s