Querido breve amor,

Era uma tarde de segunda-feira, um dia rodeado de expectativas. Não sabia o que esperar daquela nossa conversa, assim como nunca soube o que esperar de você. Você nunca me deixou entrar a fundo no seu coração, nunca me deixou saber quais eram seus reais sentimentos.

Você me disse que tudo tinha acabado, que as coisas esfriaram na mesma velocidade com que eu entrei na sua vida. Foi difícil me segurar para não chorar naquele momento, mas eu não podia demonstrar tamanha fraqueza. “Não fique magoada comigo”, você disse depois de vomitar tudo aquilo. A gente andava tão distante, que eu não sabia como pedir pra você ficar. Então eu deixei você ir. Eu, com um sorriso amarelo e os olhos marejados; você, parecendo não muito certo da sua decisão, mas ciente que era o melhor a se fazer naquele momento.

Eu sei que erramos muito um com o outro. Você entrou na minha vida no pior momento dela.  Eu estava perdida, relutando contra tudo o que estava acontecendo, nem um pouco convencida de estar no caminho certo. E nesse momento, no meio de um mar turbulento, você apareceu, pura calma. Eram mundos opostos demais para um momento tão tenso. E eu me perdi de você em meio a tanta confusão. Mas graças a isso, eu me encontrei.

tumblr_lxtfbxwfci1r8bjpwo1_500_large

Tenho certeza que a sua passagem na minha vida foi proposital. Você veio até mim para cumprir uma missão: mostrar que eu precisava de um ponto de paz interior. Nada de continuar buscando isso nos outros. Eu iniciei um processo de autoconhecimento que despertou sentimentos lindos em mim. A partir disso eu pude curar feridas que estavam abertas por anos e me restabelecer. Eu sou tão grata a você por isso. Seu papel foi cumprido e você seguiu adiante.

Hoje eu lembro com muita saudade dos nossos momentos. Uma saudade tão grande que às vezes me engole. Mas maior que essa saudade que não vai embora nunca, existe o carinho e o desejo que você seja imensamente feliz. Nunca poderia desejar coisas ruins àquele que me ensinou tanto em tão pouco tempo. Te mando coisas boas, sempre.

  • Carta do leitor
Anúncios

Esqueça essa história de amar

É estranho não é, te encontrar na rua e fingir não te conhecer, quando você era a pessoa que mais me conhecia em toda a face da terra. Estranho checar as mensagens do celular e não ver nome entre elas, estranho não ter o que falar quando algum amigo me pergunta sobre você, sendo que antes eu sabia como você estava. Estranho não poder compartilhar meus sonhos, se antes era você quem ouvia as mais loucas aventuras que eu planejava para nossa vida.

Que atalho errado pegamos? Qual foi a porta errada que abrimos? Para onde você foi?

Eu não te achei nos lugares que você mais ia comigo, não te achei no cinema, nos restaurantes, não te achei mais na minha vida, como se a porta errada tivesse te levado para o destino mais distante do meu.

trilhos

Foi então que eu esqueci essa bobagem toda de amar. Podem me julgar, um dia vocês vão entender.

Essa coisa de não esperar é a descoberta mais tranquilizadora que meu coração teve, a gente não espera, e se acontece vira surpresa, se não acontece, ué, a gente já não esperava mesmo, não é?

E aí as expectativas diminuem. E expectativas só servem para duas coisas: Deixar a gente ansioso ou totalmente desanimado.

Então o conselho é esse, esqueça essa história de amar. Uma hora vem, acontece, BOOM, explosão de sentimento que você jura saber lidar e ali, naquela hora, não sabe nada.

Você aprende tanto enquanto espera, aprende a reconhecer que tudo tem seu tempo, aprende a não atropelar as coisas e a não passar por cima de sentimentos, aprende a compreender o passado e aprende a organizar o presente.

Até que um dia a espera acaba e você começa a contagem de uma nova fase, talvez  agora mais preparada para essa nova jornada.

E aí, aquela porta errada que a gente tanto se perguntava já não faz mais diferença, porque aquele caminho que foi trilhado errado no passado, hoje se mostra certo.

Jamile Ferraz

Jamile Ferraz Jornalista, mas gosta mesmo é de romance barato. Virginiana com vida profissional, mas nunca conseguiu tomar um rumo na vida pessoal. Acredita em destino, mas nem tanto. Apaixonada por livros, cinema e a música é como combustível. Um dia vocês vão ouvir falar de mim.

Um eu sem você #28 – 01 de Novembro

Você levou contigo tudo o que eu havia de bom. Meu sorriso, minha paz, meu sossego, meu riso, minha calma… Meu coração. Aqui, agora, bate apenas um órgão que me mantém sobrevivendo às cegas, trancos e barrancos.

Passo o sábado deitada, vendo seriados e tentando constantemente dormir para não pensar em você. Coloco o filme que ficou por assistir com você, Se Eu Ficar e, em uma cena, um dos personagens chama a pessoa amada de Lar. Assim como você costumava referir-se a mim.

Isso dói na minha alma e desato a chorar. Tenho andado com o coração menos apertado, mas a saudade ainda me visita diariamente. Ela gosta de se juntar a mim para jantar, que é o momento que mais penso em você.

Revejo nossas e suas fotos no celular e é impossível não notar que nós sorríamos com os olhos. Tudo que não podíamos gritar pro mundo inteiro ouvir, o brilho em nossos olhares nos entregavam.

Atente-se às fotografias: a alegria de dividirmos sorrisos, beijos e carinhos dilatavam nossas pupilas. A felicidade e o amor estavam além da leitura simples de sorrisos eternizados, eles estão fixados em nossos corações.

Talvez um dia você entenda. E quando cansar de fugir e fingir não sentir nada e se forçar a ler as pequenas linhas de nossa história da pior maneira, talvez você consiga realizar uma leitura mais sensata e real do amor que cresceu não só em nossos peitos, mas em cada expressão em nossos rostos.

tumblr_nehiyyoHQx1rizz8go1_500

Em um segundo, penso que não a quero fora da minha vida por completo e te convido a ficar, mesmo que não possamos ser nós. Você não responde e deixa a conversa pra outra hora. As horas passam e eu decido voltar atrás.

Dessa vez, te deixo realmente livre para partir e viver o que achar que deve ser vivido. Acredito que sua não resposta tenha dado espaço para eu pensar melhor e aceitar que nunca conseguiria te tirar do lugar que coloquei em mim e em minha vida para algo menor e acabaríamos nos machucando ainda mais.

Então que você vá e viva sua vida, em paz e no sossego das companhias que decidir agregar pra ela. Enquanto isso, eu torço para que um dia você decida voltar e ficar, para nunca mais ir embora.

Carla Oliveira

Carla Oliveira Jornalista por formação, apaixonada pelos encantamentos diários por destino. Há 24 anos tenta escapar dos sentimentos, mas sem eles fica sem sentido. O cheiro que mais gosta é aquele teu que gruda na pele dela. Ah: canceriana, intensa, extremista e chata.

Um eu sem você #27 – 31 de Outubro

Acordo e a primeira coisa que faço é rever a foto que me lembrou o quanto você foi, e continuará sendo até minha última respiração, o sonho bom da minha realidade. Com você, tudo era sempre bom, leve, gostoso e sem censuras.

Nossas brincadeiras, cumplicidade, amizade, companheirismo, confiança e amor estavam acima das coisas da Terra, e você sabe o que eu quero dizer com isso.

No nosso primeiro encontro, o assunto casamento já havia aparecido de forma desprentesiosa entre nós. Você falando sobre tons pastéis e eu simplesmente aceitando pra te fazer feliz. Afinal, essa era minha ambição: acordar todo dia só pra te fazer sorrir.

Antes de levantar da cama, de forma totalmente estúpida, beijo a tela do celular como se de alguma forma você fosse receber e sentir esse meu beijo. Será que você sentiu? Espero que sim.

Hoje acordei com uma sensação estranha. Uma mistura de coração menos pesado mas uma tristeza bem forte. Desde ontem me peguei ouvindo constante e repetidamente Arctic Monkeys. Sim, Do I Wanna Know.

Nunca havia reparado na letra. Você já? Se não, eu te conto aqui o quanto ela é nossa música muito mais do que nas danças que você fazia pra mim com seu corpete preto. No comecinho, ele canta que achou um tom que, de alguma forma, o faz pensar em alguém e mantém tocando-o repetidamente até cair no sono. Exatamente como Do I Wanna Know está sendo pra mim.

tumblr_n5q8taYdUN1shx3rro1_500

Quanto a nós: será que eu quero saber se esse sentimento é recíproco? Triste em ver você ir, estava meio que esperando que você ficasse. Linda, nós duas sabemos que as noites foram feitas principalmente para dizer as coisas que você não pode dizer amanhã de manhã. (Vai ver é por isso que sempre que eu te procuro, é tarde da noite. Meu peito fica cansado de carregar o amor por você durante todo o dia e, à noite, ele fraqueja e te procura).

Te digo mais: estou me arrastando de volta pra você. Você já pensou em me ligar quando teve alguns… Porque eu sempre penso. Meu amor, estou ocupada demais sendo sua pra me apaixonar por alguém novo. E agora eu pensei melhor e estou me arrastando de volta pra você.

E tudo o que eu queria era te perguntar: Você criou coragem?! Tenho me perguntando se seu coração ainda está aberto, se ele estiver, que horas ele fecha? Acalme-se e feche seus lábios. Me desculpe interromper, é que eu estou constantemente tentando beijar você.

Minha maior dúvida: Não sei se você sente o mesmo que eu, mas nós poderíamos ficar juntas, se você quisesse.

Viu? É nossa música, desde a primeira dança, passando pelas longas noites de amor com essa trilha sonora, até hoje, que não tem mais você aqui. Espero que você nunca mais use essa música com ninguém. Por favor, não faz isso, tá? Ela é nossa. Mesmo que as melodias estejam desconexas sem o acompanhamento da sua dança ou da sua respiração… Ela continua sendo nossa.

Eu postei uma imagem dessa música no Instagram. Você viu? Espero que sim. Você sabe que foi pra você, né? Duvido que haja dúvidas na sua cabeça quanto a isso. É sempre sobre você, as músicas, as legendas, as palavras e o que quer que eu escreva.

Fico pensando no que você sente quando vê alguma coisa minha. Será que é o mesmo que eu sinto por você? Se for, você realmente consegue ser racional, porque não tem um dia que eu passe sem pensar em você.

Me pergunto também se eu ainda sou o seu pensamento quando lê e curte algo no Instagram que fale sobre amor. Espero que sim, porque você é o meu, e continuará sendo por um longo tempo. Na verdade, acredito que será pra sempre a minha referência quando a pauta for amar.

Ainda está por vir o dia em que eu consiga acordar sem imaginar como você está, se continua segurando colheres com o pé enquanto usa o notebook ou se continua colocando hormônios no shampoo pro cabelo crescer.

Ainda está pra nascer o Sol que me fará não pensar se você continua arriscando na cozinha, se aquele tênis novo ainda machuca os seus pés (agora quem é que vai te emprestar a meia quando a dor for insuportável?) ou se você tirou os meus recados e fotos do seu mural.

Acho que nunca chegará o dia em que eu não fique curiosa pra saber como estão as coisas no seu estágio, se conseguiu a nota máxima no TCC, se seus avó, sua família e sua irmã estão bens… E se sua vida está do jeito que você queria.

Eu gostava de ser parte de tudo teu. Nada me dava mais prazer do que te ouvir dividindo momentos dos seus dias e sentindo o seu prazer em fazer isso. De tudo que pode vir a acontecer, a ausência da saudade que eu sinto é a única certeza que carrego no peito de que nunca acontecerá.

Você é a certeza do amor que nasceu e veio pra ficar.

E ficou, mesmo você tendo que partir.

Carla Oliveira

Carla Oliveira Jornalista por formação, apaixonada pelos encantamentos diários por destino. Há 24 anos tenta escapar dos sentimentos, mas sem eles fica sem sentido. O cheiro que mais gosta é aquele teu que gruda na pele dela. Ah: canceriana, intensa, extremista e chata.