Dedicatória

Em todos esses anos, todas as histórias felizes que tentei escrever com alguém não deram certo. Atirei inúmeras folhas de papel amassado no lixo, manchei meu tapete com tintas de caneta que estouraram quando, por incontáveis vezes, a outra mão resolvia jogá-la no chão, comprovando a desistência de criar um livro cheio de risadas, sonhos e amor. Até um calo no dedo de tanto insistir em escrever sozinha também tive no meu dedo anular.

Mas como quem desaprende a escrever, chegou um dia em que eu desisti, joguei e rasguei todos os meus papéis em branco pelo quarto, atirei todas minhas canetas coloridas pela janela e não conseguia sequer segurar um lápis ou ler uma folha cheia de palavras.

E aí você chegou como uma feiticeira que sabia identificar quando alguém estava derrotado e exausto de sonhar com contos que nunca sairiam sequer da imaginação. E com todo o seu brilho, você se empenhou e conseguiu arrumar toda a minha bagunça romântica literária e começou a escrever este novo livro sozinha.

tumblr_nghnf6TzFM1qzhokmo1_1280

Quando me deparei, eu é quem estava jogando a caneta no chão dessa vez, manchando toda a história que você projetava. Foi nessa hora que eu levantei e te mostrei que eu ainda guardava comigo uma caneta bic de quatro cores e perguntei se você se importaria em dividir comigo as páginas em branco para escrever esse romance a duas mãos e com um pouco mais de cor além do azul que você estava usando.

Você sorriu e o branco dos teus dentes iluminaram o túnel dentro do meu coração e suas palavras não precisaram sair da boca para me dizer que não se importava nenhum pouco em escrevermos essa história juntas.

Eu, que já estava acostumada a voltar para o chão logo depois de começar a flutuar em sonhos e pensamentos para transcrever durante a vida, ainda estranho, vez ou outra, esse voo constante que é dividir a escrita do mais lindo livro da minha vida contigo, que além de me levar para longe do chão, trouxe também a mágica dos contos de fada para a minha vida.

E é por isso que lhe dedico este texto: por dividir a caneta, as páginas em branco, a mesa e misturar a tua caligrafia com a minha.

Carla Oliveira

Carla Oliveira Jornalista por formação, apaixonada pelos encantamentos diários por destino. Há 24 anos tenta escapar dos sentimentos, mas sem eles fica sem sentido. O cheiro que mais gosta é aquele teu que gruda na pele dela. Ah: canceriana, intensa, extremista e chata.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s