Um eu sem você #16 – 19 de Outubro

O dia está lindo, o Sol está potente e eu quero aproveitar o máximo desse domingo. Acordo com o calor insuportável dentro da barraca. De ressaca, esse calor me deixa com a pressão baixa.

Preciso comer. Na padaria, a fila está gigante e o tempo abafado. Me concentro pra me manter em pé e não deixar a pressão me derrubar. Não consigo e preciso sair dali. Me sento e peço a um amigo pra comprar por mim.

Me refresco, melhoro, como um misto quente e bebo bastante água, mas só com o passar do dia é que consigo ficar 100%.

Aqui, não tem sinal de celular e se torna uma boa maneira de eu não te procurar e não saber nada teu.

Aproveito o mar, a vista, o Sol, a areia. Mas sempre penso em você. Vejo casais e penso em você. Vejo demonstrações e penso em você. Tudo que eu vivo, vivo querendo dividir com você.

Às 16h uma ventania começa e faz guarda-sóis voarem, só não voa o amor que eu sinto por você. Saio do mar e começamos a arrumar as coisas para voltar para casa. Às 18h estamos em Bertioga e pegando a estrada de volta.

tumblr_kx63z119OW1qzcp6io1_1280

Assim que o sinal do meu celular volta, busco informações sobre você. Ao observar seus passos virtuais, chego à conclusão de que você está pelo menos paquerando três caras diferentes.

De certa forma, saber desse número me deixa melhor. Prefiro que se encha de superficialidade do que encontre alguém pra ocupar o amor que um dia pensei ser meu.

Descubro que você virá pra Americana no fim de semana e minha vontade é ficar plantada no bar em que conhecemos e que suas amigas sempre vão só pra ver se eu consigo te ver. Fico imaginando como seria se nossos olhos se cruzassem. Talvez os meus não aguentassem e começariam a agitar esse mar que venho carregando dia após dia.

Durmo quase a viagem toda e quando chego em casa tudo o que eu quero é dormir. Mas não consigo.

Demoro mais do que eu previa, mas antes das 01h eu adormeço.

Carla Oliveira

Carla Oliveira Jornalista por formação, apaixonada pelos encantamentos diários por destino. Há 23 anos tenta escapar dos sentimentos, mas sem eles fica sem sentido. O cheiro que mais gosta é aquele teu que gruda na pele dela. Ah: canceriana, intensa, extremista e chata.

1 comentário

  1. Mel · setembro 16, 2015

    Oii.. tudo bem?
    Muito bom o texto!

    Beijoos
    https://santaseloucas.wordpress.com/

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s