Eu não te levei comigo

Eu demorei pelo menos alguns anos para sentar aqui nessa cadeira, olhar para esse computador e escrever esse texto que tem o título que nunca imaginei que ele iria ter: “Eu não te levei comigo”.

Passei alguns meses sem te escrever e para ser sincera, não tive vontade de direcionar tudo que meu peito insistia em sentir para palavras que você nem se quer lia.

Eu me libertei da minha própria literatura romântica porque você tinha deixado de ser o motivo da minha inspiração.

Dessa vez, quem te abandonou fui eu.

Eu sai de casa e não te levei comigo, vesti a blusa de frio da minha banda favorita que você me deu e não te levei comigo, passei em frente aos lugares que eram cúmplices do nosso amor e eu não te levei comigo.

Não te levei quando decidi (mais uma vez) conhecer alguém legal e também não te levei quando o assunto chegou nas ex namoradas. Na verdade, quando me perguntam de você eu apenas digo que seguimos caminhos diferentes.

Lembro que quando decidi te deixar você já tinha me deixado, mas eu dificilmente aceitei a ideia.

Foram meses de conflito com meu consciente, várias noites sem dormir tentando achar as respostas que só você poderia me dar e nunca deu.

tumblr_m3u464RlmZ1qkvdvvo1_r1_500

Entendi que era hora de te abandonar quando no dia do meu aniversário recebi uma carta dizendo que este ano o melhor presente que eu poderia ganhar era: deixar ir. E eu deixei.

São raras as vezes que você invade meus pensamentos, eu tinha até esquecido que passei o dia escutando umas bandas de rock que com toda certeza você ia adorar, mas eu me esqueci.

Saber que ano passado era você quem me levava, me levou pro seu mundo, deixou aberta a porta do seu coração e pedia com tanta sinceridade nos olhos para que eu não te abandonasse, mas querida, eu deixei ir.

Me desfiz do peso que carreguei durante todo esse tempo quando vi quão injusto é acharmos que só temos um amor na vida diante de 7 bilhões de pessoas no mundo.

O amadurecimento que tive durante esse tempo de questionamentos e incertezas só serviu para mostrar o quanto eu mereço mais, como se o céu não chegasse nem perto dos meus  limites. Eu definitivamente precisei deixar você ir para compreender como o mundo ainda pode ser grande, como os amigos podem ser minha salvação, meu porto seguro e minha felicidade plena.

Eu te deixei ir sem mágoas, rancor ou ressentimentos, aceitei sua partida com tranquilidade e paz.

Que daqui em diante os textos tristes se transformem em poesias alegres, que o incompleto se forme completo em toda sua dimensão. Que a inspiração seja um novo sorriso, um beijo na madrugada de domingo, um abraço caloroso nas sextas frias, que enfim, a inspiração seja novos olhos se abrindo nas manhãs de segunda.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s