A culpa é da perspectiva

Ando com uma mania chata de ficar inventando a relação de uma coisa com outra. Esses dias vi que o amor era mais ou menos como os números da matemática, uma hora eles te somam, outra te subtraem e depois de todos esses altos e baixos você ainda fica no negativo.

Mas na vida tudo é uma questão de perspectiva, como nas interpretações de texto das aulas de português, sabe? Existem milhões de ângulos para enxergar uma situação. Dá para você encarar de frente, virar as costas, ver tudo por cima ou simplesmente deixar passar.

Já parou para pensar que o lugar onde você esteve minutos atrás também passou alguém, um alguém que leva uma vida totalmente diferente da tua e que quando você vai dormir milhões de pessoas acordam? O destino é o lugar onde a probabilidade de tudo acontecer é infinita, tu nunca sabes se o amor está na esquina da tua casa ou do outro lado do mundo.

Predio17

Imagina que a mesma água que escorre pelo seu corpo e se mistura com tuas lágrimas no banho vai abastecer outra casa, ou que a mesma cadeira que tu sentastes no ônibus minutos atrás pertenceu ao grande amor da sua vida que demorou pelo menos 3 anos para estar na sua frente.

E eu só falei tudo isso para você perceber o quanto tudo é uma questão de perspectiva. Se você está sofrendo por amor, ou qualquer outra razão que te deixou arrasado, lembre-se de ver tudo isso com outra perspectiva. Muitas vezes enxergar de cima te faz analisar coisas que quando você estava de frente, não enxergava.

Procurar o ponto de fuga e centralizar as linhas sobre ele é só mais uma das técnicas que os artistas usam para se referir à profundidade. Use seu ponto de fuga e centralize as tuas linhas, saber usar a perspectiva é saber analisar os momentos ruins de uma forma que você consiga extrair algum aprendizado. Usar a perspectiva é sem dúvida alguma chegar ao ponto de fuga totalmente capaz de atingir a profundidade.

Jamile Ferraz

Jamile Ferraz Jornalista, mas gosta mesmo é de romance barato. Virginiana com vida profissional, mas nunca conseguiu tomar um rumo na vida pessoal. Acredita em destino, mas nem tanto. Apaixonada por livros, cinema e a música é como combustível. Um dia vocês vão ouvir falar de mim.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s